[NOTA DE ESCLARECIMENTO]

Professor Fred reiterou seu compromisso com as 30h dos TAE

Em visita à Reitoria/IFPR nesta terça-feira, dia 05 de maio, o Professor Fred, candidato à reitor do IFPR reiterou, publicamente, em todas as Pró-Reitorias visitadas, assim como fez nos câmpus em que esteve, seu compromisso com as 30h dos técnicos administrativos em educação.

30h
As perguntas foram motivadas por boato infundado, veiculado em Redes Sociais, de que o professor Fred seria contra as 30h e até mesmo revogaria a Portaria n°1434/2014. Foi o professor Fred, no período em que o professor Jesué Graciliano da Silva esteve como reitor pro tempore que “desengavetou” o projeto de implementação das 30 horas para técnicos administrativos em educação e simultaneamente lançou edital de Concurso Público para a contratação de mais de 293 servidores, que tornou possível, efetivamente a realização de atendimento público em três turnos.
Vamos tentar, brevemente, recuperar alguns fatos.
Atendendo a solicitação do movimento sindical dos trabalhadores técnicos administrativos, em 2012, foi instituída uma Comissão para debater as 30 horas em âmbito institucional.
Após a publicação do relatório desta Comissão nada foi realizado pela Gestão, até que, ao assumir a Reitoria após indicação do Ministério da Educação, o professor Jesué Graciliano da Silva, junto com o professor Fred,  retomou o relatório e as negociações com os representantes dos trabalhadores, empreendeu estudos por meio de assessoria jurídica no IFPR e emitiu a Portaria n°43/2014, que ampliou o horário de atendimento e flexibilizou a jornada dos TAEs.  Em Fevereiro de 2014, após afastamento cautelar, o reitor eleito (2011-2014) retomou suas atividades.
Apenas em agosto de 2014, uma nova comissão foi instituída para dar continuidade ao debate em relação às 30h para técnicos. Observe que a introdução da Portaria afirma que foi a contratação de novos servidores que tornou possível a retomada deste debate. Conforme já apresentamos anteriormente neste blog, embora nitidamente fosse necessidade e interesse institucional a contratação de novos servidores, em setembro de 2013, não havia interesse político em realizar o Concurso Público n°126/2013 e sentia-se, na Reitoria, uma forte pressão para que o Edital fosse abandonado, extinto. Que o concurso fosse suspenso.
É fundamental compreender, portanto, primeiramente que o professor Fred é a favor das 30h para TAE, conforme já reiterado diversas vezes publicamente. A assinatura da Portaria n°1434/2014 não é uma benesse, e sim uma conquista dos trabalhadores. Não foi um favor, não é fruto de uma única mão ou de uma única assinatura, e sim foi resultante de um processo político e de estruturação do IFPR.
Anúncios

2 pensamentos sobre “[NOTA DE ESCLARECIMENTO]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s