Programa seleciona projetos para estágio na Suécia

suécia

Inscrições podem ser feitas até 11 de dezembro!

O Centro de Pesquisa e Inovação Sueco Brasileiro (CISB) abriu chamada pública para seleção de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, para participar do programa de Estágio Sênior no Exterior (ESN). As propostas devem ser enviadas para o e-mail projects@cisb.org.br até o dia 11 de dezembro.

O programa é destinado a doutores com vínculo empregatício com instituição brasileira de ensino ou pesquisa, e a pesquisadores, com histórico de colaboração com indústrias e/ou com a Suécia, assim como com bom índice de produtividade científica e tecnológica.

Serão priorizados projetos nas seguintes áreas: Conceito metodológico, Design e Análises Operacionais; Design geral e integração de sistemas; Redes de comunicação, C2 / ATM e Cyber Security; HMI e Sistema Autônomo; Tomada de decisão distribuída; Sensores – Sistema e Funções; Sistemas Intensivos de Software; Aeronautical Enginering and Vehicle Systems incl. Propulsão; Materiais, Design / Instalação de Estrutura, Técnica Estrutural e Fabricação; Suporte de manutenção e logística; e Gerenciamento e Desenvolvimento Integrado de Produto (Lean, PMP, etc.).

As propostas serão avaliadas por especialistas com experiência na indústria e na academia. O resultado será divulgado no dia 20 de janeiro.

A bolsa

O CISB pretende apoiar até três bolsas. O período de implementação da bolsa será de fevereiro a agosto de 2018, e a vigência será de um mês. Entre os benefícios, os bolsistas receberão mensalidade no valor de SEK 20.780,00; auxílio instalação; seguro assistência viagem; e auxílio deslocamento para aquisição de passagens aéreas.

Acesse a página da chamada pública.

Fonte: http://www.ifes.edu.br/noticias/17668-programa-seleciona-projetos-para-estagio-na-suica

Anúncios

RE-NATURALIZANDO AS CIDADES

re-cidades

Experts britânicos e brasileiros reuniram-se em Goiânia (GO)

Replico aqui a matéria escrita pelo professor e amigo Fábio Angeoletto, sobre a sua experiência vivida no Re-Naturing Cities, junto com outras autoridades mundiais no assunto.

As Universidades de Portsmouth e Federal de Goiás, com financiamento do British Council, do Newton Fund e da Fapeg, promoveram no início do mês de julho a oficina internacional “Re-Naturing Cities: Theories, Strategies and Methodologies”.

Centenas de profissionais britânicos e brasileiros candidataram-se as 40 vagas oferecidas a experts em ecologia e planejamento urbano. Vinte doutores de cada nação foram selecionados, e viajaram a Goiânia com todas as despesas pagas. O objetivo principal da oficina – plenamente atingido – foi a criação de redes de pesquisa binacionais, para estudos conjuntos objetivando a “re-naturalização” das cidades.

Angeoletto foi um dos brasileiros selecionados pela organização do evento, e durante os quatro dias da oficina, apresentou os resultados do projeto “Biodiversidade Urbana de Rondonópolis”, além de assistir a dezenas de apresentações mui interessantes. Por exemplo, Fabiano Lemes defendeu a ideia das “cunhas verdes”, que são dutos de espaços verdes que se originam no campo e convergem para o centro das cidades. Daniela Perrotti explanou sobre a metodologia para o cálculo do metabolismo urbano, e de como essas mensurações podem ser aplicadas no planejamento. Heather Rumble apresentou o resultados de suas pesquisas sobre telhados verdes.

Também merecem destaque cientistas como Silvio Caputo, o qual demonstrou técnicas alternativas para práticas de agricultura urbana, como canteiros sobre rodas. Mark Goddard apresentou alguns resultados de pesquisas da UrBioNet, uma rede global de ecólogos urbanos cujo objetivo é promover estudos sobre biodiversidade urbana. Stuart Connop apresentou resultados do Projeto TURAS, acrônimo para “Transição para a Resiliência Urbana e a Sustentabilidade”. Jamie Anderson e Lynette Robertson demonstraram a importância das infraestruturas verdes urbanas para a promoção da saúde humana (inclusive a saúde mental). Caroline Nash dissertou sobre o conceito de Ecomímica: a criação de habitats urbanos que mimetizem aqueles presentes em ambientes prístinos, atraindo a fauna.

O evento congregou profissionais das mais diversas formações: biólogos, geógrafos, arquitetos, sociólogos, economistas, urbanistas e cientistas ambientais. Os organizadores pretenderam, e alcançaram a realização de um evento interdisciplinar. E não poderia ser diferente: a cidade, fenômeno multifatorial e extremamente complexo, precisa aglutinar diferentes habilidades e saberes, para o equacionamento dos seus múltiplos desafios ambientais. É uma lástima que nas universidades brasileiras a interdisciplinaridade seja apenas um discurso politicamente correto. Ao contrário: os departamentos não interagem entre si, principalmente aqueles dominados por uma velha guarda mofada, que se debruça sobre o mundo de hoje com a mentalidade de professores do século 19. Eventos como o “Re-Naturing Cities” deveriam ser a norma no cotidiano universitário.

A expressão “Re-Naturing Cities” é na verdade um convite à reflexão. De fato, as cidades não são a antítese da natureza. O filósofo britânico John N. Gray resumiu com maestria o lugar das cidades na biosfera, ao defini-las como “não mais artificiais do que colmeias de abelhas.” Sem embargo, o caráter ecossistêmico heterotrófico das cidades é uma evidência óbvia de como precisamos de categorias de gestão ambiental e planejamento inovadoras. Precisamos preparar as cidades para eventos climáticos extremos. Precisamos de mais cobertura arbórea nas cidades. Precisamos cultivar alimentos nos muitos espaços urbanos disponíveis. Precisamos planejar a flora urbana para o incremento da fauna silvestre. Precisamos democratizar as árvores. A realidade cinzenta de bairros pobres com poucas árvores, quando comparadas aos bairros de classe alta, é internacional.

Fonte: http://www.atribunamt.com.br/2017/07/experts-britanicos-e-brasileiros-reunem-se-em-goiania/

XV CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA EM TEMPOS DE MUDANÇA

XV congresso

Acontecerá em RECIFE (PE), no Centro de Convenções de Pernambuco, de 20 A 22 DE SETEMBRO DE 2017, o XV CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO.

Para maiores informações, acessar: http://www.pe.senac.br/congresso/index.php

Dados mostram que próximo do final da segunda década do século XXI, a educação brasileira permanece com marcas do século passado. Nas últimas avaliações internacionais do PISA, dentre os 70 países envolvidos, obtivemos o 59º lugar em Leitura, 63º lugar em Ciências e, lamentavelmente, o 65º lugar em Matemática. Considerando os países avaliados da América do Sul, estivemos à frente apenas do Peru em Leitura e Ciências e abaixo de todos em Matemática.

O XV Congresso Internacional de Tecnologia na Educação vem reafirmar o  inconformismo com essa triste realidade, buscando através de educadores renomados do Brasil e do mundo, debater teorias e experiências educacionais inovadoras e aplicáveis, para que se possa iniciar uma nova era na educação.

Elegeu-se como tema central do XV Congresso “EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA EM TEMPOS DE MUDANÇA”. Pois deseja-se trilhar novos caminhos. Por isso, planejo-se um amplo leque de atividades: palestras, oficinas, Espaço do Conhecimento – pôsteres e Comunicação Oral, Salão de Empreendedorismo e o Prêmio Professor Lucilo Ávila.

Chamada para Admissão de Artigos – VI Conferência Internacional de Pesquisa sobre Economia Social e Solidária

image (1)
A chamada apresenta as atividades referente ao VI Conferência Internacional de Pesquisa sobre Economia Social e Solidária – CIRIECEconomia Social e Solidária, Sustentabilidade e Inovação: enfrentando os velhos e os novos problemas sociais“.
O edital conta com três categorias de participação:
a. Grupos de Trabalho;
b. Pôster;
c. Jovens Pesquisadores
Os Resumos e os Trabalhos Completos deverão ser enviados somente através de sistema eletrônico on-line.
a) Envio de Resumo – Prazo Final 31/08/2017
b) Divulgação dos Resumos aceitos: avaliação contínua finalizada até 01/10/2107
c) Envio de Trabalho Completo – 31/10/2017

International Physics and Culture Olympiad: IPhCO – 2017

iphco
Alunos do ensino médio de escolas públicas e particulares, no Brasil e no exterior, irão participar da primeira Olimpíada Internacional de Física e Cultura promovida pelo IFPR –  Instituto Federal do Paraná, na cidade de Curitiba (Paraná).
A Olimpíada tem um aspecto cultural que visa divulgar a cidade de Curitiba, o estado do Paraná e o Brasil.
A OIFiC – Olimpíada Internacional de Física e Cultura (do inglês: International Physics and Culture Olympiad – IPhCO) é online e o próprio aluno pode fazer sua inscrição através da página: https://www.iphco-ifpr.com.br/
As inscrições abrem no dia 06 de abril sendo que o primeiro dia da Olimpíada é 12 de abril, quarta-feira.
A concretização desse evento é o resultado de mais de dois anos de trabalho de uma equipe multidisciplinar comprometida com iniciativas inovadoras no ensino e na extensão.
iphco 2

GEOBONFIM 2017 já tem programação de palestras definida. Confira!

O GEOBONFIM 2017, cujo tema deste ano será VANTs, Geotecnologias e Cidades Inteligentes é uma realização do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – Campus Senhor do Bonfim, organizado pelo grupo de pesquisa LABGEO – Laboratório de Geotecnologias, sob a coordenação geral do Prof. Dr. Vandemberg Salvador.

O objetivo do evento é reunir professores, pesquisadores, instituições de ensino, pesquisa e extensão, gestores estaduais e municipais, empresários e a sociedade civil organizada da região para – juntamente com professores e pesquisadores com expertise em VANTs e Geotecnologias – discutir a Gestão Inteligente das Cidades no Semiárido Baiano.

Na sua sexta edição, o GEOBONFIM 2017 acontecerá de 23 a 26 de maio de 2017 – no Campus Senhor do Bonfim – no IFBAIANO, com programação para 10 palestras e 18 minicursos sobre os seguintes eixos temáticos: Mapeamento com VANTs, SIG e Cidades Inteligentes, Cadastro Técnico Multifinalitário e Georreferenciamento de Imóveis Urbanos e Rurais.

Entre os palestrantes estarão o Prof. Dr. Manoel Fernandes de Sousa Neto ( USP-SP), Prof. Dr. Abimael Cereda Júnior (IMAGEM-SP), Engº Giovani Amianti (CEO – XMOBOTS – SP), Eng. Cartógrafo Eduardo Freitas (MUNDOGEO E INSTITUTO GEOEDUC-PR), Prof. Me. Rovane Marcos de França (IFSC-SC), Prof. Dr. Artur Caldas Brandão (UFBA-BA),  Prof. Me. Mirele Viegas (UFBA/INCRA-BA),  Prof. Dr. Frederico Fonseca ( IFPR-PR) e o Prof. Dr. André Coelh0 (IBMEC/UNIFACS-BA).

O GEOBONFIM2017 tem o apoio institucional da USP-SP, PUC-SP, UFBA-BA, IFSC-SC, IFPR-PR, UNIVASF-BA, INCRA-BA, IMAGEM-SP, CREA-BA, MUNDOGEO-PR, XMOBOTS-SP e SANTIAGO & CINTRA-SP.

geobonfim

Drone sobrevoa Campus para produzir vídeos e imagens do Campus Senhor do Bonfim

“Já começamos a preparar o evento desde dezembro de 2016, oportunidade em que escolhemos os temas das palestras e das oficinas e convidamos os palestrantes. Estamos concluindo  ainda em janeiro a página oficial do evento, contendo todas as informações necessárias para os participantes, como a programação geral de palestras e minicursos, formas de inscrição, planta do evento, mapas de localização, guia de viagem, hospedagem e alimentação. Dia 12 de janeiro realizamos filmagem e fotografia das instalações do Campus Senhor do Bonfim para divulgação do evento nas páginas sociais. Vejam as instalações onde acontecerá o GEOBONFIM 2017!

Fonte: http://mundogeo.com/blog/2017/01/17/o-geobonfim-2017-ja-tem-programacao-de-palestras-definidas-confira/

Harvard lança curso online gratuito de arquitetura

(To read in English, please type: http://online-learning.harvard.edu/course/architectural-imaginationThe Architectural Imagination).

harvard

A Harvard Graduate School of Design divulgou um novo curso online gratuito intitulado “The Architectural Imagination“. Lecionado por K. Michael Hays, Erika Naginski e Antoine Picon, o curso é de nível introdutório e se propõe a “ensinar como ‘ler’ a arquitetura como uma expressão cultural, além de uma realização técnica.” O curso será oferecido através da plataforma edX, voltada a cursos online e fundada em 2012 através de uma parceria entre Harvard e o MIT. 

“A arquitetura é uma das práticas culturais mais complexamente negociadas e globalmente reconhecidas, tanto como tema acadêmico e carreira profissional”, explica a descrição do curso. “Sua produção envolve todas as questões técnicas, estéticas, políticas e econômicas em jogo na sociedade. Ao longo de dez módulos, examinaremos alguns dos exemplos mais importantes da história que mostram como a arquitetura engaja, media e expressa as complexas aspirações de uma cultura.”

Este curso da Harvard GSD se une a outros cursos oferecidos pela edX de instituições como MIT, ETH Zurich e a Universidade de Tokyo. Com início no dia 28 de fevereiro, o curso é gratuito, no entanto, caso o estudante queira receber um certificado, deverá pagar uma taxa de US$ 99,00.

Inscreva-se no curso aqui.

Via Harvard GSD.

Fonte: http://www.archdaily.com.br/br/804252/harvard-lanca-curso-online-gratuito-de-arquitetura?utm_medium=email&utm_source=ArchDaily%20Brasil